Fotografia do "Rio Cávado, no Gerês"

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Atravessando Pontes... de Águas Calmas!

Rebobinando...

E porque são tempos de acalmarmos as águas que correm nos nossos rios internos... vamos tecendo pontes.


«Pontes deste Portugal a descobrir!»
(Desculpem a letra da canção ser em inglês, num blogue que é todo português.)





Bridge Over Troubled Water
Art Garfunkel



When you're weary, feeling small,
When tears are in your eyes, I will dry
them all;
I'm on your side. When times get rough
And friends just can't be found,
Like a bridge over troubled water
I will lay me down.
Like a bridge over troubled water
I will lay me down.

When you're down and out,
When you're on the street,
When evening falls so hard
I will comfort you.
I'll take your part.
When darkness comes
And pain is all around,
Like a bridge over troubled water
I will lay me down.
Like a bridge over troubled water
I will lay me down.

Sail on silvergirl,
Sail on by.
Your time has come to shine.
All your dreams are on their way.
See how they shine.
If you need a friend
I'm sailing right behind.
Like a bridge over troubled water
I will ease your mind.
Like a bridge over troubled water
I will ease your mind.

15 comentários:

Anónimo disse...

Bela mensagem de mim para mim através d ti...
Beijinho, vou dormir.
(apaga depois)
Branca

Lucy disse...

Senhora - a Branca - foi exactamente em ti, que pensei ao colocar estas 'Pontes' embaladas por um sentir tão terno. Quase pus a dedicatória, mas vai sempre a tempo.

Senhora - Mariz - mata todas as saudades e ouve a voz das Águas que cantam para ti.

A cada uma ofereço uma Ponte.
Digam qual preferem.

Um abraço,
Lucy

Anónimo disse...

Escrevi aqui muito, mas não gosto de lamechices e era um bocado lamechas...

Aprendeste a fazer o replay, não sabia que isso existia, assim ainda volto para "lá"

Ai tanta lamechice que está a vir! Ui!... ;)
AMO-TE
Preta :)

Anónimo disse...

Ausentemente presente...
Sem jamais esquecer um coração...

O abraço de sempre...

EU SOU... numa praia qualquer...

Lucy disse...

"Anónimo",

Eu sei que estás sempre presente.

Que tal o 'ventinho aí pela praia'?

Obrigada pelo carinho.
Beijo,
Lucy

Angel of Light disse...

Querida Lucy!

Ai aceito sim a tua doce companhia para atravessar a ponte... Qual delas não sei. Talvez a que dê para o outro lado...

Linda fotos... cada vez melhores, mais tocantes!

Beijinhos de Amor e Luz!

Angel of Light disse...

Sim, querida Lucy, andamos numa Viagem... com altos e baixo! Mas tudo faz parte da experiência. Se não fosse montanha russa, não tinha piada nenhuma...hihihi... E o "regresso" está muito bem aplicado... o regresso a "Casa"... Obrigada pelas tuas preciosas palavras.

Quanto à ponte, acho que escolho mesmo a 4ª, aquela bem rudimentar, feita de madeira... bem à carpinteiro... Quiça não foi José a construi-la? ... hihihi...

Boa semaninha querida Lucy!

Beijinhos de Amor e Luz!

Anónimo disse...

Olá!...

***

Eduardo Aleixo disse...

Lindo post, querida amiga. Sabes que adoro água, e ainda melhor as águas calmas. E acho que também sabes que gosto das pontes, com o significado de harmonização e ligação das margens, mas principalmente para no outro lado encontrar a luz. Foi bom visitar-te. E olha: ainda me mandas as fotos?
Eduardo

Eduardo Aleixo disse...

As fotos, já as encontrei, desculpa. Bj.EA

Anónimo disse...

Feliz Páscoa, Lucynha...
Um abraço e um beijinho envoltos em ovinhos de chocolate.

Branca

utopia das palavras disse...

Escolha primorosa de todas as pontes que nos ligam. Todas elas nos transportam para a margem de luz (como diz o Eduardo)

A musica? Das minhas preferidas desde sempre...!Emocionaste-me agora...ai, ai!!!!

Um beijo

Lucy disse...

Eduardo,

Um beijo grande pela tua postagem com as minhas fotos. Não consegui acompanhar-te, como sabes viajei.

Deixo-te um beijo de reconhecimento.

Lucy disse...

Minha querida Branquinha!!!

Como fiquei feliz, ao chegar de uma viagem por Trás-os-Montes e ver-te por aqui! Foste o meu presente da Páscoa. Aleluia!!!

Um grande abraço desta 'lucynha' que não te esquece...

Lucy disse...

Ausenda,

Fico grata pela tua presença por este espaço, amiga. Volta quando queiras.

Beijinho ainda com sabor a folar de Torre de Moncorvo.

Lucy