Fotografia do "Rio Cávado, no Gerês"

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

sábado, 21 de novembro de 2009

Douro - Ivo Machado

Estas fotos foram tiradas pelo meu amigo Ivo Machado, no Verão passado. Apreciemos a poesia de Miguel Torga numa bela melodia de palavras, som e imagem:




Para lembrar quem é Ivo Machado, aqui no blogue na etiqueta "Poesia":
http://lucy-natureza.blogspot.com/search/label/Poesia

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Lousã (4) - Aldeias do Xisto


Talasnal, Casal Novo e Chiqueiro são aldeias cravadas na serra da Lousã, ligadas entre si pela história e cultura comuns, mas sobretudo pelo viver genuíno das gentes. Ao reabilitarem-se casas e condições de vida, recuperam-se os sorrisos que nestas três aldeias voltam a chamar quem aprecie o casario encostado a ruas estreitas e as fontes que cantam os segredos da Serra.

Descobrir estas três Aldeias do Xisto representa mergulhar no mundo mágico da Serra da Lousã, embrenhar-se numa vegetação luxuriante por onde espreitam veados, corços, javalis e muitas outras espécies, algumas raras e protegidas. Aqui reina a Natureza, sensível, que pede respeito. Mas que permite inúmeras possibilidades de lazer e de desportos activos. Aqui sente-se o pulsar da terra e a sua comunhão com os homens quando se avistam ao longe as aldeias. Parecem ter nascido do solo xistoso, naturalmente, como as árvores. Hoje, as suas raízes somos todos nós.

Fonte: Aldeias do Xisto: -"A Descoberta começa aqui"
http://www.aldeiasdoxisto.pt/aldeia/3/5/97/134


domingo, 15 de novembro de 2009

Lousã (3) - Aldeias do Xisto

Na serra da Lousã, à procura das famosas Aldeias do Xisto...


Candal

Aninhado na Serra da Lousã, a Aldeia de Candal ergue-se numa colina voltada a Sul. Estrategicamente colocada junto à Estrada Nacional, que liga Lousã a Castanheira de Pera, esta Aldeia está habituada a receber visitantes. Estes são recompensados por subir as suas ruas inclinadas pois, chegados ao miradouro, uma belíssima vista sobre o vale se apresenta, referscada pela Ribeira do Candal.

Beneficiado pela acessibilidade privilegiada que lhe proporciona a Estrada Nacional, Candal é muitas vezes considerada a mais desenvolvida das aldeias serranas e uma das mais visitadas. Aos seus habitantes de sempre é comum juntarem-se ocupantes de férias e fins-de-semana que aqui acorrem em busca de ar puro e boa companhia.
Fonte: Aldeias do Xisto - "A Descoberta Começa Aqui"

http://www.aldeiasdoxisto.pt/aldeia/3/5/97


quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Lousã (2) - um passeio pela serra


Um belo passeio pela serra da Lousã, visita ao Castelo, às ermidas de Nossa Srª dos Remédios, subida à capelinha de Nossa Srª da Piedade e uma fresca caminhada pela ribeira de Arouce, tendo como guias um casal de cachorros (que vieram ao meu encontro), pertença do restaurante "Burgo".
Um passeio a repetir, sem dúvida!...









O Castelo da Lousã, conhecido também como Castelo de Arouce, situa-se num estreito contraforte da Serra da Lousã, a poucos quilómetros de Arouce, não se conhece ao certo quando foi edificado, mas a tradição popular conta que na época da ocupação muçulmana, um emir de nome Arunce, o terá construído para proteger uma filha.

(...)

Pondo de parte a lenda, o castelo poderá ter sido edificado por volta de 1080, na época de Fernando Magno, que dominava esta região, depois de a ter reconquistado ao árabes, que voltariam a conquista-la em 1124, para voltar a ser reconquistada por, Teresa de Leão e passar para o domínio português, com a independência do Condado Portucalense.

Toda a região da Lousã pertenceu aos duques de Aveiro até 1759, passando depois para a posse da Coroa portuguesa. Já no século XX foi classificado como Monumento Nacional, desde o que tem vindo a ser alvo de obras de conservação do edifício e da paisagem florestal que o rodeia.

O castelo tem pequenas dimensões, as muralhas estão construídas em alvenaria de xisto, cuja Torre de Menagem se salienta entre a vegetação, para quem de longe observa a encosta da Serra da Lousã.

http://www.guiadacidade.pt/portugal/?G=monumentos.ver&artid=14727&distritoid=06






domingo, 8 de novembro de 2009

Lousã (1)

Turismo no Centro de Portugal

A Lousã tem muitos motivos de interesse: os vestutos solares de setecentos e oitocentos marcam, senhorialmente, o traçado de muitas ruas. A Misericórdia e a sua capela, a Igreja Matriz, e o belo edíficio, ao gosto barroco, dos Paços do Concelho contribuem para um passeio pela história que deve chegar até à ponte medieval de Foz de Arouce atravessada, decerto, por muitos soldados nas Invasões Francesas.

http://www.turismo-centro.pt/concelho/?id=6



sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Nossa Senhora da Paz...


“Meu pátrio Lima, saudoso e brando,
Como não sentirá quem Amor sente,
Que partes deste vale descontente,
Donde também me parto suspirando?”
Diogo Bernardes


A riqueza natural do concelho de Ponte da Barca, assim como algum do património construído, são o tema principal desta visita.
Tendo sempre presente a admirável paisagem que nos rodeia, iniciamos o percurso em frente à Delegação de Turismo de Ponte da Barca.
Seguindo sempre pela estrada nacional em direcção a Lindoso. Passamos pelas freguesias de Vila Nova de Muía, Touvedo (S. Lourenço) e Touvedo (Salvador).
Nesta última, logo após a passagem da indicação da freguesia, viramos à direita (direcção Salvador – Igreja) continuando a viagem sempre a subir até à freguesia de Vila Chã (S. João Baptista).
Aqui fazemos a primeira paragem do itinerário.


Vila Chã (S. João Baptista)

Foi uma das freguesias iniciais da medieval Terra da Nóbrega, tendo vindo a beneficiar do foral manuelino a esta outorgado em 24 de Outubro de 1513.
Documentada desde as Inquirições de 1290, é designada por S. João de Vila Chã de Jusão.
Nesta freguesia, destacam-se a Capela da Senhora da Paz; o Museu de Cristais de Quartzo, com a maior colecção privada do país; um monumento ao Cristo Rei; um cruzeiro; a Pomba da Paz e a Igreja Matriz.


Fonte: À DESCOBERTA DO PATRIMÓNIO
Percurso de Automóvel pelo concelho de Ponte da Barca





quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Marcha Infantil pela Paz

«Quarta-feira, 4 de Novembro: FAMALICÃO Local: Casa de Camilo (S. Miguel de Seide) As crianças das escolas de Seide S. Miguel, Seide S.Paio, Abade de Vermoim e Antas (Cruzeiro) irão realizar uma marcha, com partida da Casa de Camilo. Ao longo do percurso, irão passando o testemunho – a bandeira da Marcha – à escola seguinte, concluindo-se o percurso às 11h30, na igreja de S. Tiago das Antas. »

Saber mais sobre o programa, aqui: http://pimentanegra.blogspot.com/2009/11/marcha-mundial-pela-paz-e-nao-violencia.html



E como já era anunciado, hoje de manhã realizou-se a Marcha Infantil pela Paz. De S. Miguel de Seide a S. Tiago de Antas - 5 km - de PAZ...

... proclamada em alta voz pelos alunos, que passaram o testemunho de escola em escola, conforme o percurso.


Que estas vozinhas infantis que cantaram: "... não chegarão os braços para tantos abraços!" - sejam ouvidas mais depressa nos céus...


Que a TERRA de chão firme seja encontrada pelas pombas mensageiras, para que sorrisos e abraços se multipliquem e façam desaparecer de vez... todas as águas da tribulação.


Um bem haja a todos os organizadores, homens de muito boa vontade, sempre disponíveis para enfrentar qualquer caminhada:
-GRUCAMO (grupo de caminheiros de montanha de S. Miguel de Ceide);
- Emílio Rubio (coordenador da Rota Galiza)
- Grupo Musical PEDRA D'ÁGUA;
- E tantos outros que cantaram a mesma VOZ.

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

"Marcha Mundial pela Paz e Não Violência"

Famalicão antecipa chegada da Marcha pela Paz e a Não-Violência


Cerca de duas mil pessoas participaram ontem nas diversas iniciativas organizadas na cidade de Famalicão a propósito da Marcha Mundial pela Paz e a Não-Violência. Esta Marcha chegará a Portugal no próximo dia 3 de Novembro, e passará por Famalicão no dia 4, mas a cidade quis aproveitar o fim de semana para convidar os famalicenses a unir-se a esta causa.
Pressenza International press agency:


«A Associação Grucamo, Grupo de Caminheiros de Montanha, sediada em Seide S. Miguel, Conselho de Vila Nova de Famalicão, em colaboração com a ONG (Organização Não Governamental), Mundo sem Guerras, que há 15 anos trabalha no campo do pacifismo e da não violência, vai promover em Vila Nova de Famalicão, a "Marcha Mundial pela Paz e Não Violência".


Esta Marcha começará na Nova Zelândia no dia 2 de Outubro de 2009, aniversário do nascimento de Gandhi e declarado pelas Nações Unidas "Dia Internacional da Não Violência". Terminará na cordilheira dos Andes (Punta de Vacas, Aconcágua, Argentina) no dia 02 de Janeiro de 2010.

À sua passagem pelas cidades serão realizadas fóruns, encontros, festivais, conferências e eventos desportivos, culturaus, sociais, musicais, artísticos, educativos, etc...


Para um melhor acompanhamento e informações visite www.marchamundial.org / www.theworldmarch.org/»
Informação tirada neste site:


«Ao todo dez cidades portuguesas juntam-se, a partir desta terça-feira, à "Marcha pela Paz e Não-Violência", num apelo ao desarmamento que conta com a participação de mais de um milhão de pessoas em todo o mundo.
Portugal é um dos 103 países que a Marcha vai percorrer e é também aquele onde serão atravessadas mais cidades, afirmou o Coordenador da Rota Galiza-Portugal, Emílio Rubio.


O percurso português tem início em Valença do Minho, na terça-feira, depois segue-se Viana do Castelo e Braga, Famalicão, Porto, Aveiro, Vouzela, Viseu, Coimbra, Tavira e Lisboa.»

Informação tirada no site:






E ainda, o Sarau cultural na Fundação Cupertino de Miranda: