Fotografia do "Rio Cávado, no Gerês"

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Lousã (2) - um passeio pela serra


Um belo passeio pela serra da Lousã, visita ao Castelo, às ermidas de Nossa Srª dos Remédios, subida à capelinha de Nossa Srª da Piedade e uma fresca caminhada pela ribeira de Arouce, tendo como guias um casal de cachorros (que vieram ao meu encontro), pertença do restaurante "Burgo".
Um passeio a repetir, sem dúvida!...









O Castelo da Lousã, conhecido também como Castelo de Arouce, situa-se num estreito contraforte da Serra da Lousã, a poucos quilómetros de Arouce, não se conhece ao certo quando foi edificado, mas a tradição popular conta que na época da ocupação muçulmana, um emir de nome Arunce, o terá construído para proteger uma filha.

(...)

Pondo de parte a lenda, o castelo poderá ter sido edificado por volta de 1080, na época de Fernando Magno, que dominava esta região, depois de a ter reconquistado ao árabes, que voltariam a conquista-la em 1124, para voltar a ser reconquistada por, Teresa de Leão e passar para o domínio português, com a independência do Condado Portucalense.

Toda a região da Lousã pertenceu aos duques de Aveiro até 1759, passando depois para a posse da Coroa portuguesa. Já no século XX foi classificado como Monumento Nacional, desde o que tem vindo a ser alvo de obras de conservação do edifício e da paisagem florestal que o rodeia.

O castelo tem pequenas dimensões, as muralhas estão construídas em alvenaria de xisto, cuja Torre de Menagem se salienta entre a vegetação, para quem de longe observa a encosta da Serra da Lousã.

http://www.guiadacidade.pt/portugal/?G=monumentos.ver&artid=14727&distritoid=06






5 comentários:

Eduardo Aleixo disse...

Música e paisagens, quer materiais, quer espirituais, lindíssimas. Sensação de paz. Belos, os cães ( já conhecia a estória, relatada pela Maria... num crepúsculo do mês pasado...). Um dos cães parece o meu Gwyn. Tu estás muito bem na foto: semblante atento demorgada, em equilíbrio com o cenário. Algo me diz que não foste amada pelo Camilo em outra reencarnação , mas sim pelo Garrett. Tens andado enganada. Sei do que falo, mas não posso divulgar sessões de espiritismo! Gostei do teu post. Como sempre. Beijo amigo

Maria da Fonte disse...

Ó Poeta das Augas - atão vossemecê já se passou para as adivinhações?! Cum catano home, olhe que hoje é sexta 13 - cruzes credo!!!

Olhe qu'entre Camilo e Garret eu a modos qu'escolhia o sinhor Camilo, sempre era mais apimentado! Num se bê logo no seu rosto?!

Deixo-le um aperto d'ossos e num se meta c'oa morgada, olhe qu'ela bota os bofes de fora.

Esta sua criada,

Maria - a da Fontarcada
(qu'ele há oitras qu'e se andam a passar pr'o minhe)

Anónimo disse...

Que lindo! Que lindo!" Que lindo! Que mais posso dizer? Que lindo! E os cães, que lindos! Que lindos guias!

(o vocabulário tá pobre em adjectivos)~~

Querida Maria da Fonte, olá, tá boua? ABRAÇO!
a dos Algarves

Agulheta disse...

Olá Querida!
Lindo como sempre as fotos que por aqui apresentas,a Louça é lindíssima,a paisagem de curtar a respiração? O Burgo restaurante! Lindo bem regional como gosto de ver,a pedra aqui fala as memórias,adorei.
Beijinhos de amizade e bfs.
Lisa

utopia das palavras disse...

Deixei-me levar pela corrente forte, pelo pulsar das palavras que correm poéticamente mansas nos tons ocres e quentes dos teus dedos!

Obvio, que tudo aqui é lindo...hoje especialmente!

Um beijo