Fotografia do "Rio Cávado, no Gerês"

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Mosteiro da Batalha

Prosseguindo viagem... (o diário)



O Convento de Santa Maria da Vitória (mais conhecido como Mosteiro da Batalha[1]) situa-se na Batalha, Portugal, e foi mandado edificar por D. João I[2] como agradecimento à Virgem Maria pela vitória na Batalha de Aljubarrota.[2]
Este mosteiro dominicano foi construido ao longo de dois séculos, desde o início em 1386 até cerca de 1517, ao longo do reinado de sete reis de Portugal, embora desde 1388 já ali vivessem os primeiros dominicanos.
Exemplo da arquitectura gótica tardia portuguesa, ou estilo manuelino, é considerado património mundial pela UNESCO, e em 7 de Julho de 2007 foi eleito como uma das sete maravilhas de Portugal[3].
Em Portugal, o IPPAR ainda classifica-o como Monumento Nacional, desde 1910.

3 comentários:

Eduardo Aleixo disse...

Bom rever as grutas e o Mosteiro da Batalha. Rever, melhor dizendo: ver com outra calma e outro olhar: a calma que o teu olhar transmite. Que bom. Estou a gostar do teu diário.
Obrigado por publicitares o meu livro e poema no teu lindo blogue. Até me sinto demasiadamente mimoseado: tantos valores maiores tu tens na blogosfera e na literatura para exibires junto da expressão do teu talento!
Sempre grato te fico.
Recebe um beijo meu com muita afectividade.
Gostaria tanto que estivesses na apresentação do meu livro! Mas sei que a vida não permite.
Bem hajas.
Edu

utopia das palavras disse...

Tudo lindo por aqui, as palavras de água do poeta, que me enchem a alma e a gradiosidade poética do Mosteiro da Batalha espelhada na tua enorme sensibilidade para a Arte!
É sempre tão bom ficar por aqui...!

Excusado dizer que adorei as fotos das grutas!

Beijo

Eduardo Aleixo disse...

Hoje a Moura faz anos: eh,eh,eh,eh...escreveu aqui a bater-se pelos parabéns...
Parabéns...