Fotografia do "Rio Cávado, no Gerês"

domingo, 24 de julho de 2011

Mosteiro de Cete

Objecto de estudo dos mais ilustres historiadores do nosso país, a Igreja de S. Pedro de Cête, mais conhecido como o Mosteiro de Cête é, sem dúvida, o ex-libris da freguesia.

Fundado em 844 por dois mouros convertidos à fé cristã, foi mais tarde arrasado pelos mouros da antiga guarnição de Vandoma.

A história de Cête está portanto ligada à história do próprio Mosteiro.

O monumento foi posteriormente reconstruído e conquistou o título de Monumento Nacional em 1910.

Hoje pode visitar a Igreja Gótica, a Sala Capitular e o Claustro pré-manuelino.

A Capela Românica-Ogival da Sr.ª do Vale, cuja construção deve situar-se por volta do século XIV, é também Monumento Nacional não só pela sua antiguidade, mas também pelo seu valor histórico e arqueológico.

--------------------------------------------------------------------------------
Localização
- Cete
4580 CETE
Distrito: Porto
Concelho: Paredes
Freguesia: Cete
http://www.lifecooler.com/edicoes/lifecooler/desenvRegArtigo.asp?reg=393890


6 comentários:

Branca disse...

Neste dia de Portugal, um abraço a um blogue que celebra Portugal todos os dias. E um beijinho repinicadinho para a sua autora, a Lucynha..
Bom dia!

Eduardo Aleixo disse...

Faço minhas as palavras da Branca. Beijo repenicado.

Agulheta disse...

Lucy.Neste dia de Portugal,nada mais bonito e de lembrar que existe,alguém que gosta de mostrar o que é nosso e tão bonito,sabes o meu avó materno era daqui Cete!gostei de ver.
Beijinho e bons feriados.

Lisa

utopia das palavras disse...

Lucy

Hoje o teu blog tem cheiro a erva, a terra molhada, tem sabor a natura, pura e bela!
O Mosteiro de Cête foi mais um cantinho que conheçi (eu conheço tão pouco),e a poesia de Mírtilo que eu gosto tanto! Parabéns!

Beijinho com a minha ternura por ti

(o poeta das águas está muito parco em palavras, muito recatado...hum!)

Eduardo Aleixo disse...

Voltei ( da praia e do mar ) e deliciei o meu olhar pela beleza das casinhas velhotas rurais, mas muito belas.
A mourisca anda metidiça, anda...
Bom feriado, Lucy.
Beijos.

Lucília Ramos disse...

Amigos, agradeciad pela vossa visita a este Portugal de muitas vistas.

Como dizia Fernado Pessoa:
A Europa jaz, posta nos cotovelos:
De Oriente a Ocidente jaz, fitando,
E toldam-lhe românticos cabelos
Olhos gregos, lembrando.

O cotovelo esquerdo é recuado;
O direito é em ângulo disposto.
Aquele diz Itália onde é pousado;
Este diz Inglaterra onde, afastado,

A mão sustenta, em que se apoia o rosto.
Fita, com olhar sphyngico e fatal,
O Ocidente, futuro do passado.

O rosto com que fita é Portugal.


Abraço imenso como o nosso mar...,
Lucy