Fotografia do "Rio Cávado, no Gerês"

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Senhora dos Remédios - Lamego


Esta belíssima canção "Senhora dos Remédios" - na voz de Fátima Almeida, do grupo Pedra D`Água:



Grupo Musical Pedra D`Água

Em 1989, na Vila de Joane, do Concelho de Vila Nova de Famalicão, fundava-se uma associação cultural de recolha, promoção e divulgação da música tradicional portuguesa. De então para cá foram editados alguns trabalhos, cujo objectivo tem sido, sobretudo, guardar para gerações vindouras algumas preciosidades da nossa cultura, que tendem a desaparecer.
Assim sendo, do Minho, onde o clima é suave, o solo generoso, o Sol brilha colorindo de castanho e verde os montes entrecurtados por fios de água, quebrando, por vezes, a dureza da paisagem onde o olhar repousa e demora, a música do Pedra D´Água adquire todo o sentido.
Viver e reviver os lugares da nossa memória comum, através dos sons emprestados pelo violino, bandolim, braguesa, viola, cavaquinho, baixo acústico, concertina, percussões e voz, principalmente a voz.
Suave, doce, envolvente como os ventos primaveris do Norte, a voz desperta emoções reprimidas e liberta os sentidos, diluindo-se no entusiasmo de um espectáculo que causa saudade antes de terminar.
É assim o espectáculo do Pedra D´Água. Oferecemos música, vozes e emoções, como se fosse um braçado de flores, onde pode, sempre, escolher A MAIS BONITA!http://pedradagua.no.comunidades.net/



No sítio onde está situado actualmente o Santuário de Nossa Senhora dos Remédios existia antigamente outro local de diversão: desde 1361 que o povo acorria à capelinha dedicada a S.to Estêvão, peregrinando ao longo do desnível de 600 metros até atingir o cimo do monte. Em meados do Séc. XVI o pequeno templo ameaçava ruínas, o que levou o Bispo da cidade, D. Manuel de Noronha, a mandar construir nova igreja, à qual acrescentou nova devoção: uma imagem da virgem com a menina ao colo, que mandara trazer de Roma por ser considerada na «cidade santa» como grande remediadora dos males de que os crentes se lhe queixavam. Mas enquanto a virgem ia respondendo aos apelos dos crentes aflitos, conseguindo remédio para os seus males, o santo parece ficar esquecido das súplicas dos devotos, caindo no esquecimento.



7 comentários:

poetaeusou . . . disse...

*
Lucy
,
feliz me senti
ao ler as minhas palavras,
,
um bom rol:
o Aleixo,
o Graça
o Calado
a Ausenda nada Utópica
o Cheiro a Canela da Paula
a Luna do meu olhar,
,
Brisas serenas, te envio,
,
*

Eduardo Aleixo disse...

Tive pena de não ter ouvido a canção do Grupo Musical Pedra d'Água, mas a minha azelhice para as tecnologias é enorme. Também gostava de saber que instrumento musical é esse, de nome " braguesa". Também gostava de saber o que é feito da imagem e do culto ao Stº Estêvão, santo da minha simpatia, embora esteja seguro de que a Nossa Senhora dos Remédios remédio tenha logrado para compensar tal perda. Quanto ao resto não tenho questões a pôr. Espera, tenho, tenho: perto de Lamego, não sei se a minha querida e douta amiga sabe existe um monte elevado, com uma capela dedicada à Santa Helena. Lá de cima, de xima, como vocês costumam dizer, vislumbra-se uma vista magnífica. E também perto, tome nota, porque devia ir lá fazer reportagem, existe S. João de Tarouca e Tarouca, com uma riqueza histórica grande, acho que agora em recuperação.Não perca. E muito perto de Tarouca , no caminho para Salzedas, se gosta de champanhe, existem uma caves naturais, com esse precioso líquido, que é, a meu ver, muito superior ao de Lamego. Por aqui ficam as sugestões, que é, como diz e bem o espertalhão do Zé, uma maneira de eu mostrar à fidalga que também conheço alguma coisa, ao que a Maria da Fonte, lúcida e ainda quezilenta, acrescenta: " Forma de vaidade é o que é! ". E têm razão. Alguma. A verdade é que de cada vez que ia à terra da minha mulher ( perto de Mangualde ), lá íamos nós até Lamego. Lá almoçávamos. Comprávamos bolas de presunto e de sardinha e coisas assim. E íamos até Tarouca.
Alonguei-me. Finalizo elogiando as tuas fotos e o teu trabalho lindo e com muito talento.
Recebe um beijo do teu amigo Eduardo

Multiolhares disse...

Venho agradecer o teu carinho,
e ver as escolhas poéticas, todas elas
intensas
deixo um beijinho terno

utopia das palavras disse...

Agradeço e felicito-a pelo seu blog, um lugar de muito bom gosto, com umas fotos magníficas, pelas quais lhe dou os parabéns. Tudo aqui é sereno com cheiro a tradição e poesia!
Para mim é uma honra poder partilhar as minhas palavras no mesmo espaço, com pessoas que eu muito admiro e com os quais convivo diariamente neste mundo virtual.Beijinhos para todos!

Um beijo

Lucy disse...

Poeta eu sou,

Mais feliz fiquei eu com a tua presença aqui. Realmente "um bom rol" de poetas...

Eduardo,

Ainda não entendi que problemas técnicos não te deixaram ouvir a música, ela entra directamente. Será que o teu computador também é a carvão como o da Maria F!?

De seguida vou colocar mais fotos de Lamego, mas a capelinha de Sta Helena ainda não visitei. Fica para a próxima. Pois, e ainda me falta dar o tal saltinho a Tarouca. Mas depois da Páscoa, Viseu me espera...

Luna,

Ainda bem que apareceste. Agradecida pela tua presença tão simpática.

Ausenda,

Eu é que fico grata com a visita de almas tão sensíveis como as vossas, poetas de Portugal.

Para todos, a minha maior consideração e um grande abraço. O meu blog ficou mais "português" com as vossas presenças.

Lucy

Eduardo Aleixo disse...

Obrigado pelas tuas palavras elogiosas.
Sobre a jardinagem foi o que fiz esta manhã, melhor dizendo: hortagem.
Sobre a música: de facto não sei.
Beijo.
Eduardo

Anónimo disse...

necessario verificar:)