Fotografia do "Rio Cávado, no Gerês"

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

2012 - O Lago dos Cisnes...

Photobucket

Reflexão...

Se conseguir chegar ao término da minha existência neste espaço, neste tempo,
superando toda a distinção entre o útil e o inútil,
sentir que nada foi prejudicial, que tudo "é" pela simples razão de ser,
então já não terei pretensões de atingir alvos.

"Uma macieira dá maçãs ainda que ninguém lhas coma.
Ela não está à espera que o seu fruto seja apreciado!"

Talvez no dia em que possamos caminhar
só pelo puro prazer de viver,
sem termos de alcançar uma meta,
onde todas as passagens da existência ali estão,
sem causas finais,
sem condenações ou elogios,
porque tudo é uma consequência e uma continuação de todos os nossos atos.

Talvez então a nossa consciência já esteja tão alargada
que possamos finalmente encontrar paz.

Um mergulho no Lago mais profundo da nossa Alma - são os meus votos para 2012!

Lucília Ramos

2 comentários:

Orvalho do Céu disse...

OLÁ, QUERIDA
Que o seu Novo Ano seja repleto de realizações e bênçãos!!!
Um Novo Olhar sobre todos os segmentos da sua vida e em todos os níveis do seu viver...
Novas alegrias e nova paz de espírito...
Novos horizontes a alcançar...
Novos ações, novas intenções e novas operações...
Viva 2012 que chega pra ficar e nos renovar!!!
Seja muito abençoada e feliz!!!
Bjm festivo

Lucília Benvinda disse...

Olá... que o teu 'orvalho' possa cair de mansinho do Céu dos teus pensamentos e traga sempre a frescura da manhã a quem te procura.

Agradeço a tua visita neste novo ano .
Feliz ano Novo, amiga!

Beijo com sabor a esperança num mundo que se renova.