Fotografia do "Rio Cávado, no Gerês"

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Histórico painel de azulejos - Póvoa de Varzim

O vasto areal da praia de banhos da Póvoa de Varzim é delimitado a sul por um paredão (assim conhecido) que o divide da zona pesqueira, onde se situa o porto de abrigo e a marina.

Um valioso painel de azulejos, da autoria do artista - pintor poveiro Fernando Gonçalves (Nando), que revestira um murete que servia de resguardo à entrada para a passagem subterrânea do Passeio Alegre então existente junto ao Diana-Bar, havia sido dali retirado por ter sido fechada essa passagem, e jazia não sei onde, ingloriamente ignorado do público.

Uma obra de inegável valor artístico, que é ao mesmo tempo um repositório histórico da Póvoa, com os seus quadros mostrando aspectos da antiga vila, cenas da vida dos pescadores com as suas alegrias e as suas tragédias, retratos de pessoas que pelo seu valor fazem parte da nossa memória colectiva, uma obra inestimável como essa, corria talvez o risco de se perder na poeira do tempo;

Por outro lado, uma ampla parede, feia na sua nudez, situada num lugar nobre, com grande afluência de público, carecia, urgentemente, de ser “disfarçada” em termos de se atenuar o aspecto de “mancha” que a bisarma constituía no harmonioso conjunto urbano do local.


3 comentários:

Eduardo Aleixo disse...

São horas da deita. Não vou comentar nada. Apenas para dizer que as gaivotas...são ...lindas!

S disse...

Gosto sempre muito das tuas gaivotas...


*+

Eduardo Aleixo disse...

Que maravilha o painel de azulejos da Póvoa: obra de arte e mostruário da sua História, ligada à vida do mar. Gostei.
Edu