Fotografia do "Rio Cávado, no Gerês"

quinta-feira, 12 de março de 2009

Bom Jesus do Monte - Braga

Nada melhor do que passar uma tarde de sol, quentinho, no alto de um monte...
onde temos um lugar calmo para relaxar,
um santuário para orar,
um frondoso arvoredo para refrescar,
um lago para recrear
e uma esplanada para lanchar.

Assim é no Bom Jesus do Monte, em Braga.

História do Bom Jesus

A primeira referência conhecida ao Santuário do Bom Jesus do Monte em Braga data de 1373. Ao longo dos anos foram sendo construídas sucessivas igrejas, e feitos melhoramentos em toda a estância.
O Santuário do Bom Jesus do Monte ou Santuário do Bom Jesus de Braga é um local religioso e turístico localizado em Tenões, uma freguesia dos arredores de Braga, Portugal. O Bom Jesus possui uma grande igreja, um escadório por onde passa a Via Sacra do Bom Jesus, uma mata (Parque do Bom Jesus) alguns hotéis e um elevador hidráulico centenário.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Santu%C3%A1rio_do_Bom_Jesus_do_Monte

"...O peregrino, ou o turista, que chega ao Bom Jesus do Monte, se quer ficar com uma ideia exacta desta «via-sacra», em pedra, que, no dizer de Germain Bazin, é talvez o mais monumental e poético exemplar de todas as vias-sacras de pedra, deve começar sua visita pelo pórtico, encimado pelas armas de D. Rodrigo de Moura Teles, e em cujos umbrais se podem ver duas cartelas, que indicam o objectivo do Santuário do Bom Jesus do Monte e a data em que começou a grandiosa construção..."
Cónego Dr. José A. Marques
in Portugal Regiões - N.º 1 Julho 1990




BRAGA
Conhecida no tempo dos romanos como Bracara Augusta e sede do episcopado português no século XII, a longa história de Braga é visível nos seus monumentos e igrejas e talvez ainda seja o principal centro religioso do país. A igreja mais imponente é a Sé, que exibe vários estilos, do romano ao barroco. Braga também se orgulha de esplêndidas casas, particularmente do século XVIII, e jardins bem arranjados. Nas últimas décadas, conheceu um grande desenvolvimento urbano, pelo que a cidade mantém a sua atmosfera solene e muitas das suas tradições, mas tem também um comércio e estilo de vida animados e modernos. Vale a pena assistir às procissões da Semana Santa, na Páscoa, ou às festas populares do São João, em Junho, com arraiais e fogo de artifício. Um magnífico santuário religioso fica numa encosta frondosa perto de Braga: o Bom Jesus do Monte, com a sua imensa escadaria de granito ladeada de muros brancos, fontes e estátuas (todas retratando figuras bíblicas e simbólicas) e que conduz a uma igreja no topo com vistas soberbas. No centro de uma região muito populosa, Braga situa-se entre altas serras e grandes vales fertéis, onde se cultivam pomares, hortas, vinha e milho. Os pratos regionais são deliciosos, em especial a doçaria, como o pudim do abade de Priscos, que leva vinho do Porto, especiarias e limão.
Isabel Joyce


21 comentários:

Eduardo Aleixo disse...

Já visitei o Bom Jesus do Monte, mas foi há muitos anos. Mas lembro-me bem da vista maravilhosa que se vislumbra do cimo do monte. Concordo contigo, com a paz que se sente em lugares destes, onde a serenidade mora e intensifica a que existe dentro de nós. Obrigado, amiga, por esta excelente postagem. Obrigado também pelas imagens lindas da aldeia japonesa que me enviaste. Fez-me lembrar o que senti quando visitei o Japão, por voltas de 1994, em que adorei sobretudo os seus campos, o monte Fuji, Nara, os seus lagos, as suas aldeias,as suas casas, os seus templos, a sua serenidade, as cerejeiras em flor, em contraste com o bulício de Osaca e principalmente de Tóquio. Dos campos, gostei, sim. Eram como aqueles que me enviaste, hoje. Obrigado. Até amanhã. Beijo.
Eduardo

Lucy disse...

Nela, minha irmã,

Deixo-te, então, o Bom Jesus que tu tanto gostas. (Ou será que aconteceu por lá algum episódio que não me lembro!?)

Lembra-te da Paz que sentíamos por estes lados...

Um beijo,
Cila

Lucy disse...

Eduardo,

Muito viajado, o cavalheiro! Melhor! Assim, tens no coração o gosto pela descoberta e nos olhos a memória das belezas que observaste.

Quando o meu irmão me mandar mais... (é sempre ele quem me envia 'paisagens maravilhosas de outras paragens') a ti chegarão, concerteza.

Um grande abraço e até amanhã.
Lucy

Nela disse...

Lucy irmã,
Nada aconteceu de carnal no Bom Jesus. Andei por lá vezes sem conta porque o lugar é realmente muito bonito, mas do lugar só tenho no coração o nome "BOM JESUS"!
É Ele quem me ampara, me protege, me ilumina e me dá forças para continuar a caminhada.
É o meu jesus!
Esse lugar é muito espiritual, até já Lhe escrevi lá uma carta... é que sou muito fã de Jesus! É o meu ídolo, o meu princípio e fim...por Ele estou aqui.
Beijinhos espirituais e que Jesus nos abrace sempre a todos, até ao dia em que possamos ver!...e sermos esclarecidos dos Seus propósitos...

Nela disse...

Lucy irmã,
Esqueci-me de te dizer que o Bom Jesus é o lugar eleito dos apaixonados. Pela sua magia, tranquilidade, recantos deliciosos e paisagem "incrível" sobre a cidade e o Alto!
Mas...ali paira qualquer coisa de bom...de puro...de imaculado, que quem se quiser aproveitar dos "aconchegos" só subindo às árvores! Quantos parzinhos lá perderam as suas virgindades, guiados, claro, pelo ar puro e santificador que cura todo e qualquer pecado.
Temos muita espiritualidade no nosso país, para quê procurar a alma gémea em terra alheia?
Beijo

Dennys Reys disse...

Nossa muito lindo este lugar....

Deu vonta de visitar....

Astrid Annabelle disse...

Lucy!
ESPETACULAR!!!!!!!!!!!!!!!!!
Que linda página de Portugal.
Como disseram acima...dá vontade de ir visitar agora mesmo.
Parabéns por seu blog...é sem dúvida um dos que mais gosto de visitar!
Um beijo grande.
Astrid
P.S. demora ainda para abrir, mas resolvi ter paciência, pois o prêmio é grande!

Lucy disse...

Nela,

Não sei se os pares de namorados ficam 'empoleirados nas árvores'!? Vêem-se alguns, sim, nos caramanchões, lugares idílicos para umas juras de amor eterno... e, também, no passeio romântico no lago, remando sempre para onde o coração os leva.

Beijo grande e volta sempre.
Tua mana
Cila

Lucy disse...

Dennys,

Porque não aproveitas este sol 'gostoso' e fazes cá uma visita à gente do norte de Portugal, passeando-te por este lugar magnífico?

Um beijo,
Lucy

Lucy disse...

Astrid, minha amiga,

Eu bem tento pôr leve aqui o espaço, tanto que este local do Bom Jesus é do mais puro e 'limpo' nestas alturas do ano. Até só coloco uma mensagem de cada vez para ver se as fotos não pesam tanto, mas sabes como é, tanto slide só mesmo de 'elevador hidráulico', como o que vês nas fotos...,

Obrigada pela visita,
Um beijinho,
Lucy

Eduardo Aleixo disse...

Pois é, até tenho vergonha de dizer: mas nem toda a gente tem dinheiro para ir fazer amor para sítios tã fidalgos. Eu já sabia que no Monte do Bom Jesus o Amor era abençoado. Mas nã sô fidalga como a menina Nelas. Assim, eu e mais o mé Zé foi no telhado, mas mais valia termos rôbado o dinheiro para irmos às paisagens sagradas, porque o mé Zé e eu partimos as telhas e o Zé foi preso e daí é que veio a fama e o nome que lhe ficou: Zé do Telhado. Foi preso. E eu fui chorar à fonte. E daí o mé nome, Maria da Fonte. Má o Zé já pagou os pecados das telhas, na Relação do Porto. Foi uma ralação a nossa relação em cima do telhado. Era só prá fidalga Nelinhas saber que sou filha de Deus e O amo, mas sõ pobre e aquele lugar é para fidalguia. Nã quero ofender.Èra para saberem a estória minha e do mé Zé. Bêjos.
Maria da Fonte.

Lucy disse...

Então a minha comadre Maria da Fonte passou-se agora para o Alentejo?

Ai se o Zé sabe que ela anda a contar a vidinha toda por essas bandas do sul!?
Acho que vai ser tudo corrido à paulada, ó amigo Eduardo!

Não dês muita atenção à Maria que ela 'inbenta munto'.
Olha que a fidalga da Nelinhas é bem capaz de lhe responder à letra.

Uma beijoca.

Onda Encantada disse...

Já vão uns 30 anos que lá estive...
Belas fotos minha querida!

Saudades de um blabla contigo... :)

Abraço imenso no teu coração.

Onda Encantada

Lucy disse...

Olá Ondinha!
Bom olhos te vejam!
Como vai a menina?
Pois eu também já tenho muitas saudades de ouvir a tua voz.
Escreve-me e conta-me o que tens feito nestes últimos 30 anos (que devias ser bem pequenina quando por aqui andaste!?):-)

Entretanto, recebe uma beijoca na bochechita,
Lucy

Laura disse...

Ora...sim senhora, e a luz veio até Braga na pessoa da nina Lucy...Já há anos que não vou ao lago. Quando vinha cá de férias, ia lá com os miudos que queriam andar de barco...e eu muito admirada de te rum lago lá em cima e não cá em baixo, e como é que aquela água toda não desatava a cair monte abaixo... Sim, é uma beleza enorme, mas, peca por não ter aquilo mais ordenado, na parte que toca à religiosidade que se impõe... Não falo em andar tudo caladinho ou certinho, mas sim, devia ser revista a forma de encarar o Santuário, já que é isso que é (Um Santuário) os vendedores de bugigangas, gelados, isso devia ficar tudo numa zona mais neutra...mas...é assim. que é lindo, nem haja dúvidas. que adoro lá ir,sentar-me ali a contemplar a área circundante, ali encontra-se Paz, muita paz...
As fotos estão lindas, reais. Um beijinho da laura.

Nela disse...

Maria da Fonte,
Olhe que empoleirar-se nas árvores é brincadeira de pobres. Os ricos fazem casas de bonecas nas mesmas árvores, mas com direito a arquitecto e tudo!

Há quem leve colchões de suma a uma para o sopé das ditas cujas árvores, mas picam-se à mesma e até caem do poleiro também (depende do balanço)!

Fidalguia só se for em cima de um ÁLAMO!

Nelas

Lucy disse...

Laura,

Como sabes, em todo o lado que há 'santuários' há grande comércio associado. Basta ir a Fátima para ver isso. Ali no Bom Jesus, como só vou em dias de semana, nem reparei nisso, realmente não vi nenhum vendedor de quinquilharias, somente a barraca dos gelados.

Mas que se respira PAZ, é a mais pura verdade. Eu gosto de ir até lá... e ao Sameiro, também.

Beijinhos e volta sempre,
Lucy

Carmem disse...

Lucy...
Que bela maneira de iniciar esta manha de sabado! Que nostalagia! Tenho um arquivo fotografico extenso deste lugar maravilhoso sabiss? Desde uma minuscula foto na escadaria onde me reconheco (gracas ao enorme lacarote na cabeca)com a minha mae e a Prima Lurdes (do Porto); a uma de mim -menina aos 4 anitos - rodeada de pombos; a de noiva a "ver Braga por um canudo"; a dos filhotes pequeninos rodeados de pombras e a dos filhotes adolescentes sentados nos bancos de madeira a saborear gelados com os avos; a da filhota com o namorado, do filhote empoleirado no coreto onde 20 anos antes o pai se empoleirou - eu nao estava la ;)... enfim um role de recordacoes assinalando diferentes 'etapes da vida'..Cada visita a "terra" nunca seria completa sem a subida ao monte; lugar de eleicao do "Tio Raul" para um piquenique de verao e o meu "refugio" nos dias frios mas de sol durante a minha recente estadia prolongada. O Bom Jesus do Monte a joia mais preciosa na Coroa
que se chama Braga.
Carmen

14 de Março de 2009 14:13

Lucy disse...

Carminho, minha prima,

Eu sabia que irias adorar ver estes 'recantos' da tua infância!!!

Só podia ser obrigatória a visita a local tão sagrado, de cada vez que regressas à terra.

Tanto o tio Raul como a tia Cecília e mãe Laurinda, elegeram este lugar como único no país. Boas recordações de outrora...! Não fossemos nós descendentes de gente minhota e bracarense.

Tenho muito gosto mesmo em 'ver-te' por aqui. Vem mais...

Um grande beijo de saudades,
Cila

14 de Março de 2009 15:30

Luciane disse...

Acho o teu blog maravilhoso, por isso quero repassar a ele o selo que recebi. É só ires na minha página e seguir as instruções,
bjs.
lupensandoumpouconavida.blogspot.com

Lucília Ramos disse...

Obrigada, Luciane.
Agradeço o selo.
Um beijo e apareça sempre.
Lucília